Vando e José Nunes comemoram liberação de recursos para Monte Santo e Euclides

    70

    O Ministério das Cidades publicou portaria para a liberação de recursos do Orçamento Geral da União e do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), destinados à execução de obras de abastecimento de água em municípios baianos castigados pela seca.

    Os recursos serão aplicados em obras de implantação, ampliação ou melhorias nos sistemas de abastecimento de água das localidades que foram atingidas pelos efeitos da estiagem no biênio 2011-2012. Entre os municípios beneficiados, estão às cidades de Euclides da Cunha e Monte Santo.

    Conforme a portaria nº 381, de 17 de agosto de 2012, para os municípios de Monte Santo e Euclides da Cunha foi liberado um valor superior a R$ 91 milhões, que será investido na implantação da segunda etapa do Projeto Águas do Sertão – Tucano, que consiste na ampliação do sistema adutor de água nas duas cidades. Entre as ações do projeto, incluem-se a implantação de poços tubulares, adutoras e subadutoras, reservatórios, estações elevatórias, redes de distribuição e ligações domiciliares.

    Na avaliação do deputado Vando, que sempre teve como prioridade levar água para a sua região, o investimento será de grande importância para melhoria da qualidade de vida da população do semiárido. “Sempre lutei para trazer mais investimentos no abastecimento de água da região que represento na Assembleia. Recebi a informação desta portaria em meu gabinete e fiquei muito entusiasmado. Iremos fazer a nossa parte para que sejam finalizadas as obras que, com certeza, trarão uma maior qualidade de vida para toda a nossa região”.

    Já o deputado José Nunes, representante da região no Congresso Nacional, o investimento reflete na prioridade do governo Dilma para minimizar os efeitos da seca. “Lutamos muito para conseguir que fossem aprovados investimentos em abastecimento de água para o nosso povo. Em Brasília, acompanharemos de perto toda a movimentação para que as obras sejam iniciadas o quanto antes, minimizando o sofrimento da nossa população”.

    ....

    Veja Também

    COMPARTILHAR