12 anos depois, acusado de feminicídio que chocou Cansanção vai a juri

No próximo dia 06 de Novembro, Álisson José Cunha de Souza, acusado de ser autor de um feminicídio que chocou a cidade de Cansanção, na região norte da Bahia, vai a Júri popular.

De acordo com a denuncia do Ministério Público, no dia 14 de Janeiro de 2007, por volta das 18h20min, Álisson foi até a residência da sua ex-companheira Robéria Silva Santana e uma vez chegando na porta da casa, teve uma discussão com a mesma e na sequência começou a agredir a vítima. Na oportunidade, um vizinho interviu para impedir a agressão, tendo Robéria adentrado a casa do vizinho para se proteger, no interior de um quarto. Em seguida, o denunciado conseguiu desvencilhar-se e portando um revólver calibre 38, invadiu o quarto à procura da vitima e desferiu um tiro que acertou fatalmente a cabeça de Robéria.  

Álisson conseguiu fugir, mas foi localizado e preso no dia 14 de Abril de 2007 em uma fazenda no Sul da Bahia, no dia 15 de janeiro de 2009, ele foi solto após conseguir um habeas corpus.

Após um longo e doloroso período de espera, a família de Robéria, que na época tinha 24 anos e deixou um filho de apenas 2 anos de idade, tem se mobilizado e clamado por Justiça nas redes sociais.

....