96 policiais foram afastados por suspeita de coronavírus na Bahia

228

Foi registrado pela Polícia Militar da Bahia até a última quinta-feira (16), 299 casos suspeitos de coronavírus entre seus agentes. Mas até o momento 96 ainda estão afastados das atividades a espera do resultado para confirmar diagnóstico.

c61a82cbe20f3b5cfdfb4a8b11c2c596 550x309 1
Foto reprodução

Além disso seis policiais da corporação testaram positivo para a doença, incluindo o sargento da reserva Carlos Alberto Nascimento Macedo, de 52 anos, primeiro da PM-BA a falecer em razão da Covid-19.

A morte, ocorreu na última terça-feira (14), e foi confirmada pela Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), que divulgou que o paciente havia sido internado no dia 7 de abril e apresentava febre, tosse, desconforto respiratório e dispneia.

Em entrevista à Rádio Metrópole, o comandante-geral da PM-BA, coronel Anselmo Brandão, havia afirmado ontem (16) que o policial foi orientado por sua esposa a ir a uma unidade de saúde após os primeiros sintomas, mas insistiu em continuar na sua residência.

“Ele foi alertado pela sua esposa que procurasse um médico, mas ficou em casa tossindo e acabou postergando a ida a um hospital. Quando ele finalmente foi, precisou se internar. A doença se agravou, migrou para os rins e ele não resistiu”, disse.