ACM Neto foca na gestão de Salvador e adia a definição de candidato para as eleições

01_MHG_neto_acm_avo1Liderança maior da oposição no Estado, após a conquista do Palácio Thomé de Souza, o prefeito ACM Neto (DEM) tem sido peça- chave na decisão do grupo para as eleições estaduais de 2014.

Entretanto, a “gana” por querer mostrar uma administração “eficiente” e a dependência de recursos do governo federal tem feito com que o gestor mantenha a sua característica política de adiar decisões sobre candidatura. De olho na administração da capital baiana, há quem diga que o prefeito usa da cautela e prefere não bater o martelo sobre o anúncio do nome que irá apoiar na cabeça de chapa ao Palácio de Ondina.

Nem mesmo o fato de o governador Jaques Wagner (PT) ter batido o martelo, na última semana, em torno do secretário Rui Costa (PT) para seu sucessor mobilizou os oposicionistas a demarcarem espaço e apresentarem o pré-candidato.

Após o movimento do PT, que já era esperado pelo meio político, as principais lideranças da oposição chegaram a dizer que iriam avaliar o cenário.

Mas a dinâmica dos últimos dias sinalizou que eles já teriam decidido por seguir o posicionamento de Neto e postergar até possivelmente fevereiro o manifesto.

Segundo a assessoria de imprensa do prefeito ACM Neto, ele está “focado na gestão e opta por falar mais sobre o assunto, depois do Carnaval”.

O presidente estadual do DEM, Paulo Azi, e o deputado federal Antonio Imbassahy, liderança do PSDB, criticaram até mesmo, o adiantamento eleitoral pelo governador e chegaram a minimizar “o que todo mundo já sabia”.

Segundo Paulo Azi, o que importa é que a oposição está unida.

Tribuna da Bahia