Adutora do São Francisco vai beneficiar mais de 300 mil pessoas no semiárido baiano

    addUma das ações do Governo da Bahia para enfrentar a longa estiagem no semiárido baiano, a Adutora do São Francisco, que será inaugurada esta semana, beneficiando mais de 300 mil pessoas da região, é destaque do Conversa com o Governador desta terça-feira (21). Jaques Wagner salienta o recorde na construção e o empenho da presidente Dilma Rousseff para que a obra, um investimento de R$ 178 milhões, fosse concretizada. “Nós somos o governo na história da Bahia que mais investiu na questão da segurança hídrica, ou seja, no acesso à água e também do saneamento”.

    Wagner destaca ainda as novas ações voltadas à população de Salvador, como a inauguração, nesta quarta (22), no bairro de Sussuarana, do Centro Público de Economia Solidária (Cesol) – um investimento de R$ 32 milhões -, e assinatura nesta segunda (20) da ordem de serviço para duplicação da Avenida Pinto de Aguiar, que liga as avenidas Octávio Mangabeira (orla) e Luiz Viana Filho (Paralela), no bairro de Pituaçu.

    O governador fala também, no programa, do 15º Fórum Global de Nutrição Infantil do ano de 2013, que acontece na Costa do Sauípe, no litoral norte, e do qual participou, na noite desta segunda, da solenidade de abertura, juntamente com representantes de 38 países.

    Água

    Sobre a adutora, construída na microrregião de Irecê, o governador afirma que a obra é de fundamental importância e agradece o apoio do governo federal e “todo esforço” da presidente Dilma Rousseff para a concretização, “garantindo a 210 localidades em torno de Irecê o abastecimento de água”.

    A obra foi feita em três etapas pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) dentro do programa estadual Água para Todos, ajudando a diminuir os efeitos da contínua queda do nível da Barragem de Mirorós. “Quero parabenizar a toda equipe do governo estadual, que soube acelerar [a obra], para que ela pudesse ser entregue em tempo recorde, exatamente em função da estiagem que nós estamos vivendo”, enfatiza Wagner.

    Economia Solidária

    Durante o programa, Jaques Wagner também destaca o esforço do Governo do Estado para melhorar a qualidade de vida dos soteropolitanos, com a “geração de emprego, trabalho e renda”, desta vez, inaugurando o Centro Público de Economia Solidária (Cesol), no bairro de Sussuarana.

    A unidade é voltada a atender pessoas interessadas em montar seu próprio negócio, “começar, às vezes, muito pequeno e crescer, seja na área do comércio, no serviço ou na agricultura”, como diz Wagner.

    O governador afirma que o Cesol, instalado num “bairro extremamente popular e populoso da capital”, vai ampliar a oferta de assistência técnica aos empreendimentos associativos – as cooperativas, os empreendimentos solidários. “Como diz o ditado, ‘uma andorinha só não faz verão’. Portanto, é muito importante que as pessoas tenham essa visão de se associar até para poderem juntas produzir muito melhor”.

    Segundo ainda Wagner, o governo pretende instalar Centros em outros pontos da Região Metropolitana de Salvador (RMS) e no interior do estado. “Para mim, essa é uma grande ferramenta para nossa inclusão produtiva, e espero que a partir de Sussuarana a gente possa contribuir para ajudar aqueles que se associam ou montam a cooperativa a se desenvolver e viver com dignidade, fruto do seu trabalho”.

    O programa é produzido pela Secretaria de Comunicação Social do Estado da Bahia (Secom), veiculado toda terça-feira, às 7h30, pela Rádio Educadora FM 107,5 MHz e reproduzido por vários veículos de comunicação, além de ficar disponível na página do Conversa e pelo telefone 0800-071-7328.