Após chamar Lula de Ladrão, Amado Batista será obrigado a explicar acusações na justiça em um prazo de 15 dias

O cantor Amado Batista será obrigado a prestar explicações sobre falas de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seus filhos teriam roubado “pra caramba” durante os governos petistas. A decisão da 5ª Vara Criminal de Recife (PE), expedida na última segunda-feira (5), determinou que o artista terá um prazo de 15 dias para se manifestar.

amado
Amado Batista

Em entrevista ao programa “Frente a Frente”, da Rede Nordeste de Rádio, o apresentador Magno Martins comentou que assistiu um vídeo do ministro do Turismo, Gilson Machado, mostrando que “antes do Bolsonaro, o dinheiro brasileiro era investido para ajudar países comunistas”.

Amado Batista complementou, dizendo: “Além de roubar pra caramba, né? Além de ter roubado pra caramba. Existem pessoas que eram pobres antes do comunismo aqui, antes da esquerda, e que estão milionários hoje”.

Depois, o jornalista questionou se o ex-presidente Lula estava nessa condição. Batista respondeu: “Com certeza. Tanto ele quanto os filhos dele, né?”

O despacho do juiz José Anchieta Felix estabeleceu: “Presentes os pressupostos legitimadores da utilização do pedido de explicações em juízo, diante da dúvida objetiva em torno do conteúdo moralmente ofensivo das afirmações questionadas, notifique-se o interpelado para que, em querendo, manifeste-se no prazo de 15 dias”. A interpelação judicial foi solicitada por Lula e comunicada ao Ministério Público após a publicação. (Fonte: Diário de Pernambuco)