Após confessar que envenenou filha de 1 ano com chumbinho, mãe é liberada da prisão

mae_crianca_ok (1)Uma mãe suspeita de tentar matar a própria filha de 1 ano e 8 meses com veneno de matar rato foi liberada do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas, no Sul da Bahia. Ela deixou a unidade no sábado (8), após uma decisão judicial favorável ao pedido de relaxamento de prisão.

O caso aconteceu na semana passada, quando ela  teria colocado chumbinho na mamadeira da filha. A acusada afirmou teria cometido o crime, mas se arrependeu e ligou para o hospital quando a criança começou a beber. Ela se entregou à polícia e disse que a motivação teria sido que o pai da menina não queria mais entrar em contato com ela. Apesar da confissão, a defesa argumenta que ela teria sofrido depressão pós-parto.

A criança chegou a ficar internada no Hospital Regional de Eunápolis e foi liberada. O diretor do presídio divulgou que o bebê está na casa de uma tia. A mãe sofreu uma agressão dentro do presídio: teve o cabelo cortado e foi movida para uma cela separada. A direção do presídio investiga a responsabilidade pelo incidente.

Daniela foi presa em flagrante, na segunda-feira (3), no Hospital Regional de Eunápolis. A polícia investiga quem vendeu o chumbinho (o que é proibido por lei) e quem passou orientações sobre como o veneno deveria ser usado. Segundo a Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), ela vai ser indiciada por tentativa de homicídio. (Foto Reprodução TV Bahia)