Após suspeita de traição, homem mata mulher, queima o corpo e guarda restos mortais na Bahia

40odbvtoyv_34bviabntu_fileUm homem foi preso acusado de ter assassinado a mulher asfixiada, queimar o corpo e guardar os ossos da vítima em uma caixa de papelão, no município de Itabuna, no sul da Bahia.

De acordo com informações da delegacia territorial, José Roberto Neres da Silva, de 28 anos, estava bebendo conhaque em casa com a sua companheira, Maria Aparecida de Carvalho, 48, enquanto preparavam o almoço. Após comerem, a vítima resolveu tomar banho e o homem teve um acesso de loucura e pensou que a mulher estava lhe traindo.

— Ele informou, no depoimento, que a mulher estava bebendo com ele enquanto preparavam o almoço, e, ao ver a vítima tirando a roupa no banheiro, pensou que a mulher estava lhe traindo, então asfixiou a vítima com as próprias roupas. Quando ele percebeu que a mulher estava morta, levou o corpo até uma fazenda deserta em Ilhéus e foi comprar gasolina para queimar a mulher.

Silva retornou ao local onde havia deixado o corpo de Maria e ateou fogo. A polícia disse, ainda, que o homem escondeu os ossos da vítima em uma caixa de papelão, depois enterrou o corpo e confessou o crime ao pai.

— O filho da mulher percebeu o sumiço, e registrou um boletim de ocorrência na delegacia. Iniciamos uma investigação e, ao conversar com o pai e a madrasta do acusado, os familiares disseram que o homem havia falado que estava arrependido e que iria se entregar, mas estava com medo.

Ainda de acordo com informações da delegacia, o caso ocorreu no dia 12 de novembro, mas o homem só foi preso na semana passada. Após a prisão, o acusado mostrou o local onde os restos mortais estavam enterrados.

A vítima foi encaminhada para o DPT (Departamento de Polícia Técnica) de Itabuna, e Silva foi conduzido para a delegacia de Ilhéus.   (Fonte: R 7) Fotos: Vermelhinho BA