Após suspeitar de traição, gaucho mata esposa, comete série de crimes e acaba pego por açougueiro

scornoApós suspeitar de uma traição da companheira André Goulart Pereira, de 41 anos, protagonizou uma série de crimes na cidade de Tramandaí, no Litoral Norte, do Rio Grande do Sul. Ele é apontado como responsável por assassinato, roubos, agressões e acidentes de trânsito, todos ocorridos no domingo (10).

Tudo começou na casa localizada no bairro Agual. Conforme a polícia, Pereira confessou que matou a companheira Valesca de Paula, de 45 anos, a facadas por causa de uma traição.

“Ele assumiu a autoria do crime, disse que foi passional, uma vingança, tendo em vista que ele constatou, então, que a mulher ou namorada teria um relacionamento com este amigo dele”, diz o delegado Jerri Mendes.

Na fuga, ele cometeu assaltos e sofreu dois acidentes de trânsito. O primeiro roubou foi realizado em uma casa. Pereira teria visto o portão aberto e entrou. Ele agrediu um casal de aposentados e fugiu com o carro dos dois.

“Eu estava com o alarme da casa no bolso, eu acionei o alarme, quando ele viu que acionei, se apavorou. Ai ele pegou a chave do carro e saiu (..) ele estava agressivo, estava enlouquecido”, relata o aposentado Fernando Elzner.

acidente_tramanda_620

Ao fugir em alta velocidade, Pereira sofreu um acidente. Roubou um outro carro e seguiu em fuga  sofrendo um segundo acidente ao bater em um veículo pertencente a um açougueiro que estava estacionado. Foi quando ele começou a fugir correndo, mas acabou sendo pego pelo dono do carro atingido no acidente.

“Ele não ia ganhar de mim, fui fazer ele parar, estava mais ou menos uns 200 metros na minha frente, mas ele parou”, conta o açougueiro Diego de Oliveira.

Apesar dos acidentes, Pereira ficou praticamente ileso. De acordo com a polícia, ele fumava crack há três dias seguidos. “Pelo que ele fez, pelos atos que ele cometeu, estava totalmente tomado pela droga”, afirma o sargento da Brigada Militar Luis Henrique Fernandes.

Pereira já tinha diversos antecedentes criminais, inclusive por outros dois homicídios.