Bahia fica em 1° lugar no Brasil em ranking de mortes violentas

Pelo terceiro ano consecutivo, a Bahia ocupa o primeiro lugar no ranking das mortes violentas no Brasil. Mesmo com o índice caindo no país, o estado mantém a incômoda posição. Em 2021, 12,4% dos homicídios brasileiros ocorreram aqui, segundo mostra o Monitor de Violência do G1, divulgado nesta segunda-feira (21), e que traz dados das 27 unidades da federação.

Ao todo, a Bahia contabilizou 5.099 mortes violentas, entre homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte, em 2021. Destas, 4.931 foram enquadradas como homicídio doloso, 122 como latrocínio e 46 como lesão corporal seguida de morte.

bahia
Foto reprodução

Abril foi o mês mais violento do ano passado, com 532 crimes, seguido do mês de março, que contabilizou 510 mortes violentas, como mostra o índice nacional de homicídios do Monitor.

Há três anos a Bahia vem registrando a maior quantidade de mortes por homicídios entre os 26 estados contabilizados, mais o Distrito Federal. Em 2019, os números absolutos foram de 5.099 casos, sendo 4.889 homicídios dolosos,143 latrocínios e 67 lesões corporais seguidas de morte. Em 2020, a posição foi a mesma, e o percentual ainda cresceu 3,5%, com 177 mortes violentas a mais. O período somou 5.276 casos, sendo 5.107 homicídios dolosos, 104 latrocínios e 65 lesões corporais seguidas de morte.

Em comparação com os dados divulgados no último balanço do Monitor de Violência, em 2021, a Bahia apresentou queda de 3,4% nas mortes violentas, com 177 homicídios a menos.

De acordo com as informações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), o número começou a diminuir no terceiro trimestre do ano passado, a partir de outubro, de maneira sucessiva. “Fruto das ações preventivas e repressivas da Polícia Militar e do trabalho investigativo realizado pela Polícia Civil, entre outras ações”, informou a SSP, em nota.

Mesmo assim, a diminuição na quantidade de homicídios não foi suficiente para que o estado deixasse de ser considerado a mais violento do Brasil.

Ainda no ano passado, a Bahia foi responsável por 27,66% dos casos registrados no Nordeste. A região teve 18.430 mortes em 2021, tendo uma queda de 9,18% em comparação com 2020, quando somou 20.293.

A Secretaria de Segurança, no entanto, destacou o resultado das operações realizadas no período, para combater a insegurança no estado. “Graças ao trabalho conjunto e às ações de inteligência, os responsáveis pelo aumento de crimes violentos registrado no início do ano passado estão, em sua maioria, identificados e presos, após a reunião de esforços e mudanças de estratégias de policiamento ocorridas ao longo do ano”, informa o órgão em nota.

A SSP também aponta para a redução do índice de violência no primeiro mês de 2022. “O mês de janeiro deste ano teve redução de 23,7% no número de mortes violentas, comparado ao mesmo período de 2021, passando de 510 casos para 389”, destaca.

Cenário nacional

O Brasil apresentou uma redução de 7% nos assassinatos em 2021, com relação a 2020, após registrar um aumento de 5% na comparação com 2019. No ano passado, foram registradas 41.019 mortes violentas, contra 44.061 em 2020. Ou seja, 3.042 mortes a menos.

Segundo os dados do Monitor de Violência, depois da Bahia, a segunda maior quantidade de homicídios, em 2021, foi registrada pelo estado do Rio de Janeiro, com 3.394 casos. Em seguida aparecem Pernambuco (3.370) e Ceará (3.300).

Fonte: Correio24Horas Emilly Tifanny Oliveira* / *Com a orientação da subechefe de reportagem Fernanda Varela