Bloco evangélico atrai centenas de fiéis para o Carnaval de Salvador

RTEmagicC_SalDaTerraPastor.jpgNão é novidade para ninguém que o Pelourinho é um dos locais mais místicos do Centro Histórico de Salvador. O bairro que reúne, principalmente, religiões de matriz africana, no entanto, mostra bastante diversidade no quesito durante o Carnaval. Neste sábado (1), fieis se juntaram no meio da Praça da Sé para louvar a Deus e festejar o período da folia no bloco ‘Sal da Terra’.

Organizado pelo pastor Ubirajara Gomes Silva já há 15 anos, o bloco, ao contrário dos outros, não segue um percurso. Os foliões se divertem na frente de um palco e, segundo ele, existe uma mensagem a ser passada por trás de tudo.

SalDaTerra“Nós estamos aqui para trazer uma mensagem do evangelho de Jesus Cristo; uma mensagem de paz, de alegria. Fazemos isso através da música, do pagode, do ritmo da Bahia”, disse.

Como a maioria dos blocos, os foliões precisam comprar o abadá para sair no ‘Sal da Terra’. A programação inclui bandas de diversos ritmos e a folia só acaba na próxima terça-feira (4). “Nós começamos ontem (sexta-feira, 28/2) e vamos terminar na terça-feira. Cada dia teremos uma banda convidada, como hoje nós estamos tendo a banda Homens de Fé, que é de pagode. Amanhã (domingo, 02/03) vamos ter música eletrônica e uma banda de samba, segunda-feira vamos ter a noite do reggae e na terça-feira vai ser o forró universitário”, contou.
Segundo o pastor, que nasceu em São Paulo mas já se considera baiano pelo tempo que reside no estado, a presença da religião evangélica se faz importante em um local como o Pelourinho, conhecido pela diversidade e o respeito entre as religiões. “Eu acho isso bom. Acho importante nós estarmos em um bloco evangélico para trazer uma mensagem, que está aí há milhares de anos, mas continua válida. Acho necessário isso que nós estamos fazendo aqui”, finalizou. (iBahia)