Bope descarta possibilidade de bomba na frente de escola na Bahia

Equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar descartaram, no final da manhã desta quarta-feira (25), a possibilidade de artefato explosivo em um pacote deixado na porta de uma escola, no bairro de Fazenda Grande III. Após análise, os policiais constataram que se tratava de uma bolsa vazia.

Os militares foram acionados após equipes locais acharem o material, embalado em papel de presente, na porta da escola particular Tia Aline. Coberto por um papel branco, pregado com fita, com as palavras bomba e Luma (nome de uma aluna de 4 anos).

Foto reprodução

“Seguimos os protocolos. Um policial colou o traje para esse tipo de ocorrência e utilizamos o equipamento de raio X. Quando percebemos que estava vazia abrimos”, detalhou o comandante da Companhia Antibombas do Bope, capitão Érico de Carvalho.

O oficial acrescentou que a bolsa será encaminhada para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) para coleta de impressões digitais.

Foto reprodução

Condução

Após a saída do Bope, uma mulher que reside em frente a escola e que aparenta sofrer de transtornos mentais assumiu ter colocado o pacote na frente da escola.

Guarnições da 3ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Cajazeiras) conduziram a mulher para a Delegacia Territorial do bairro.

Fonte: Ascom/Alberto Maraux

....

COMPARTILHAR