Brasileiro gasta cerca de 45 mil reais para construir carro dos sonhos

Morador de Campos de Goytacazes, no Rio de Janeiro, Manoel Luiz vive uma vida simples com esposa e filha. Além disso, ele tem outra paixão: a Fórmula 1.

Aos 45 anos, Manoel resolveu colocar em prática um sonho antigo que começou a tomar forma. Ele está construindo em casa um carro de Fórmula 1. “A ideia eu tenho desde a minha infância, quando acompanhava as corridas nos anos 80”, contou.

Sozinho, com as próprias mãos e recursos de um operário brasileiro, que trabalhava como instrutor de caldeiraria e soldador até ser demitido na metade de julho de 2019, como tempo livre Manoel acelerou o projeto de construção do carro dos sonhos.

A velha vontade de ter o próprio bólido começou a se tornar realidade lá em 2016. “Quando eu coloquei na cabeça que iria construir meu carro, iniciei a pesquisa e o planejamento, que levou três anos ao todo. Fui fazendo croquis à mão mesmo. Aí a Formula 1 anunciava as mudanças para o carro do ano seguinte, eu voltava no desenho e modificava tudo porque queria ver um F1 na minha garagem. Cheguei no desenho definitivo em 2019, já com o Halo e a barbatana de tubarão”, conta.

“O que eu falo para as pessoas é que meu carro não é réplica de nenhum, mas a união do que vi de melhor em cada carro da F1 nos últimos anos”, completa.

“O chassi é tubular, pela segurança e por eu estar familiarizado a soldas e tipos de aço por ser profissional da indústria” destacou. O motor que equipa a máquina é um AP 1.8 que era de uma Volkswagen Parati comprado com todos os acessórios e a documentação.

Quatro horas a cada dia de semana e 10h aos fins de semana. Esse é o esforço físico que Manoel diz que faz para montar o carro, feito em aço carbono.

O preço desse sonho? Manoel estima que houve um investimento ao redor dos R$ 45.000, tanto nos componentes do carro como no maquinário necessário para a construção. “Eu acabei montando uma oficina em casa, mas só comprei aquelas ferramentas que eu sabia que seriam necessárias para construir o carro e que já havia previsto no projeto”, pondera o professor.

É claro que o valor não considera o tempo gasto, nem o empenho de Manoel na construção do carro. E ele confidenciou que não gosta de ver outras pessoas trabalhando em seu carro: “Sabe quanto você vê uma coisa sua e outra pessoa mexendo nela, e você não sabe o que ela está fazendo e não pode falar nada?”, conta explicando sobre a vez que tentavam colocar o motor para funcionar e uma peça quebrada impedia.

117402216 945672462575709 3965683422921528532 n
Foto reprodução Instagram / @manoelmlf01
119762111 174069804292779 2957724122307194168 n
Foto reprodução Instagram / @manoelmlf01
128622598 3344577159002648 6759060781716023550 n 1 1
Foto reprodução Instagram / @manoelmlf01
140224649 919566578779721 5584243645210422179 n
Foto reprodução Instagram / @manoelmlf01
268593271 324727139469334 771452563646352973 n
Foto reprodução Instagram / @manoelmlf01
294633809 729670814956464 3310387676138919611 n
Foto reprodução Instagram / @manoelmlf01
294949194 776766106656082 4232620603410588559 n
Foto reprodução Instagram / @manoelmlf01
296558861 1424450191355506 5403633012649838032 n
Foto reprodução Instagram / @manoelmlf01
301617144 150745200912185 4357763152732689153 n
Foto reprodução Instagram / @manoelmlf01