Caminhão desgovernado invade casa e mata duas pessoas na Bahia

Duas pessoas morreram e outras duas ficaram feridas em um grave acidente na manhã desta quarta-feira (8), no bairro de Praia Grande, em Salvador. Segundo informações da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), o acidente aconteceu por volta das 10h30, na Rua Pedro Lopes, na subida do Cruzeiro.

Ainda de acordo com a Transalvador, o condutor do caminhão perdeu o controle da direção após o veículo ficar sem freio. Descontrolado, o caminhão atingiu uma moto e um carro que passava pelo local e só parou depois de bater no imóvel.

RTEmagicC_caminhao_acidente_praia-Grande.jpg

O mototaxista Fabrício Alves dos Santos, 28 anos, transportava seu passageiro, Roque Mário de Jesus, 40 anos, no momento em que o acidente ocorreu. Os dois não resistiram aos ferimentos e morreram no local. Juscelino Ramada da Silva, motorista do caminhão, e seu ajudante, Fernando Costa de Souza ficaram presos nas ferragens e foram removidos pelo Corpo de Bombeiros. Já Rita de Casais Silva de Jesus estava no prédio e se feriu durante a colisão. De acordo com a polícia, todos os feridos foram levados para o Hospital do Subúrbio. O estado de saúde dos feridos não foi divulgado.

Policiais militares que acompanhavam a ocorrência informaram que outras duas pessoas estavam na caçamba do caminhão no momento do acidente. Eles conseguiram pular do veículo e sofreram escoriações pelo corpo. Ainda conforme a polícia, os dois homens feridos – que não tiveram as identidades divulgadas – conseguiram informar a polícia sobre o acidente.

RTEmagicC_WhatsApp-Image-20160608__1_.jpg

O comerciante Fábio Magalhães, 35 anos, voltava para casa no momento em que o caminhão descia a ladeira. Ele era o motorista do carro que foi atingido. “Nasci outra vez. Vou comemorar meu aniversário. Eu estava voltando para casa quando vi o caminhão desdendo desgovernado. A moto ia subindo e o caminhão saiu levando. Eu joguei o carro na calçada, porque ele ia bater de frente comigo, mas, mesmo assim, ainda acertou a lateral”, relatou Magalhães.

No momento do acidente, a manicure Sara dos Santos Santana estava na porta de casa. Ela relatou que por pouco não foi atingida pelo caminhão. “Se o motorista não tivesse jogado o carro na calçada, eu também teria sido atingida. Eu vim falar com uma colega no portão e quando percebi já estava correndo para dentro de casa. Foi tudo muito rápido”, disse.

Comoção
Após o acidente, populares acompanharam o trabalho da polícia, dos bombeiros e dos agentes da Transalvador. Os corpos das vítimas permaneciam no local até o início da tarde, aguardando remoção do Departamento de Polícia Técnica (DPT). Familiares das vítimas estiveram no local. Bastante abalada, a esposa do mototaxista Fabrício Alves, Jaqueline de Jesus Silva, 25, fez o reconhecimento do corpo do esposo.

“Era um homem muito bom, um marido muito bom. Trabalhava há uns 7 anos como mototaxista. A gente pretendia ter filhos”, disse.

O mototaxista Degenilson Souza Santos, 40 anos, trabalhava no mesmo ponto em que Fabrício trabalhava, em Periperi. Ele disse que estava presente no momento em que Roque Mário solicitou a corrida.

“Ele chegou pedindo a corrida, disse o local e Fabrício disse o preço. Aí eles saíram. Pouco tempo depois a gente recebeu ligação dizendo que tinha ocorrido o acidente com ele. Ninguém acreditou. Viemos ver se era verdade. Ele era um cara bacana, sempre trabalhou com a gente”, lembrou.

Perigo
No local, moradores reclamaram que os acidentes na ladeira são recorrentes. Para diminuir o número de acidentes, moradores do bairro instalaram um espelho em um poste em um cruzamento no meio da ladeira. O trecho é considerado pelos moradores como um dos mais perigosos para os motoristas.

“É muito comum ocorrer isso aqui. No ano passado, um carro atingiu a mesma casa que o caminhão pegou hoje. Neste ano, um carro desceu a ladeira e entrou com tudo em outra casa daqui. Fora isso, as colisões entre motos e carros são constantes aqui. Para piorar, a ladeira era é cheia de buracos”, reclamou a dona de casa Taciane Mesquita.

As informações são do Correio24Hras/Fotos: Diogo Costa