Cansanção: Justiça mantém renúncia de Fabrício e arquiva processo que pedia anulação da eleição da Câmara

c111Os bastidores da política Cansançãoense foram bem movimentados nos últimos dias com duas importantes decisões judiciais.

No último dia 02 de Fevereiro a justiça determinou o arquivamento do processo movido pelo vereador Júnior César Amando Silva contra a mesa diretora da Câmara, no processo Júnior pedia a anulação da eleição da Câmara realizada no dia 1° de Janeiro, onde na oportunidade o vereador Rodrigo Gomes foi reeleito presidente.

Já nesta quinta-feira (05), a justiça resolveu não acatar um agravo de instrumento movido pelo ex-vereador Fabrício do Samuel contra a decisão proferida pelo Juízo da Vara dos Feitos das Relações de Consumo, Cíveis e Comerciais da Comarca Cansanção de indeferir um mandado de segurança impetrado pelo mesmo com o objetivo de anular o seu ato de renúncia.

No mandado, Fabrício alegou que o ato que cassou seu mandato eletivo, foi feito com uma carta de renúncia fraudulentamente formulada, com o propósito de interferir no resultado de eleição para a mesa diretora, porém pelas fragilidades das provas apresentadas, o mandado não foi acatado.