Cantora evangélica é responsável por sequestro de bebê no interior da Bahia

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic_.SbDDkfHjWQUma cantora evangélica foi identificada como autora do sequestro de um bebê no último sábado (5), em Eunápolis, no sul da Bahia. O bebê foi devolvido à família no domingo (6).

A Polícia Civil divulgou a identidade da cantora Ivonete Ferreira como sequestradora da criança nesta segunda-feira (7). De acordo com as informações divulgadas pela polícia, Ivonete cometeu o crime para tentar reatar o relacionamento com o ex-namorado.

Ela responderá pelo crime de subtração de incapaz, com pena prevista de dois a seis anos de prisão. De acordo com a delegada Valéria Fonseca Chaves, titular da 23ª Coordenadoria de Polícia Civil de Interior (Coorpin/Eunápolis), a cantora inventou a gravidez para o ex-namorado, que é capoeirista.

O homem, que não teve a identidade divulgada, já prestou esclarecimentos e deve ser ouvido novamente. Segundo a polícia, algumas pessoas relataram ter visto Ivonete com a barriga grande nos últimos meses.

A polícia suspeita que ela tenha utilizado algum tipo de enchimento neste tempo. A delegada diz que o ex-namorado descobriu a armação quando ela apareceu com o menino e viu que o bebê estava grande e que não tinha nascido recentemente. Foi ele mesmo que devolveu o menino para a família. A cantora acusada fugiu. A delegada ainda diz que a criança não sofreu maus tratos.

O ex-namorado tenta, agora, localizar Ivonete para delatá-la para os investigadores. O sequestro aconteceu quando a cantora foi a casa da mulher para pedir roupas usadas. A mãe do bebê, Magnólia de Jesus, disse que não tinha roupas para doar. Mais tarde, a mulher voltou ao local, pediu água ao filho da dona de casa, e raptou a criança.

Com informações do Bahia Notícias