Cerca de 100 manifestantes fazem caminhada a favor de Dilma em Salvador

protesto_1Centrais sindicais realizaram uma caminhada nesta quinta-feira (20), em Salvador, a favor da democracia e contra o “golpe” para retirar a presidente Dilma Rousseff do poder. O ponto de encontro foi no Shopping da Bahia, na Avenida ACM, e os manifestantes seguiram em direção à Federação das Indústrias da Bahia (Fieb), no bairro do Stiep.

“O objetivo hoje é defender a democracia, defender que o atual governo, que ele vá até 2018, porque as pessoas votaram e o voto é legítimo. As pessoas que votaram querem a continuidade do governo”, disse.

A Policia Militar estima que 100 pessoas participaram do protesto. Além da CUT, também participam do ato, a Federação Única dos Petroleiros (FIP), Sindicato dos Rodoviários, Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindipetro).

De acordo com o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) na Bahia, cerca de 150 pessoas participam da manifestação.

1a4403c478491da26b40caf8ab320759Em algumas das faixas levadas pelo grupo estavam escritas frases como “O semiárido diz não ao golpe” e “Fora Cunha”, esta última em menção ao Presidênte da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha.

Por volta das 10h30, os manifestantes estavam próximo à estação de transbordo Iguatemi em direção à Fieb. Por conta da situação, o trânsito na região está com pontos de lentidão, mas a Transalvador está no local monitorando a situação.

Às 11h o grupo caminhava pela Avenida Trancredo Neves, em direção à Fieb. Das cinco faixas para veículos, duas estavam liberadas para o trânsito. E por volta das 11h44, os manifestantes chegaram na Fieb e o ato foi encerrado.

Fonte: G1/BA (Fotos: Juliana Almirante/ Tv Bahia e Josias Ribeiro/ Arquivo Pessoal))