Como aproveitar o tempo sem sair de casa

Na situação atual do mundo precisamos ficar em casa o máximo possível, porém, isso não quer dizer que os dias passados da porta para dentro precisem ser chatos. Eles podem perfeitamente ser divertidos e de várias maneiras possíveis.

img post ic portaldenoticias.net
É possível fazer diversas atividades, desde assistir séries até fazer cursos profissionalizantes – Fonte: Pixabay

A internet, acima de qualquer outra coisa, abre as portas para explorarmos conteúdo praticamente infinito de qualquer tema ou interesse, e cabe apenas a nossa autodisciplina e força de vontade para utilizar essa quantidade imensa de conteúdo de maneira produtiva.

Isso quer dizer que é obrigatório empregar seu tempo de maneira útil quando se está em casa? Claro que não. Saúde mental e física também são essenciais no ambiente doméstico tanto quanto deveriam ser lá fora. Segundo pesquisa do serviço de saúde britânico, pode existir um acréscimo de 20% nos casos de problemas psicológicos durante a pandemia. Por isso, pensar na mente e exercitá-la é fundamental.

Muita coisa pode ser feita em prol do seu desenvolvimento, da sua diversão e, quem sabe, até mesmo do seu potencial lucro.

Diversão para si e para os outros

Está na moda ouvir filosofia do estilo “coach” sobre produtividade, frases-feiras como “trabalhe enquanto eles dormem”. Naturalmente que isso é válido; por outro lado, e se a sua prioridade for aproveitar seu tempo em casa para descobrir novas formas de diversão, seja sozinho, seja com pessoas próximas.

Para os pais, pode ser uma ótima oportunidade de tirar o atraso e passar o tempo com as crianças em casa, em atividades que sejam tão proveitosas para ambas as partes. É um clichê, mas o tempo é cruelmente veloz e a vida é curta, então saber aproveitar essas pequenas chances com seus filhos é essencial.

Se você vive sozinho ou apenas quer dedicar um tempo para si próprio, existem dois caminhos mais óbvios: redescobrir algo que estava deixado de lado ou encontrar um novo prazer. Para os dois casos, as possibilidades são gigantescas.

Na internet é fácil encontrar, por exemplo, ótimas opções de cassino online confiável, nos quais dá para desenvolver sua habilidade no Blackjack ou se divertir com as milhares máquinas caça-níqueis disponíveis nesses sites – pagas ou grátis, aliás.

Ao mesmo tempo, é a chance de se desconectar, se quiser. Ao invés de ficar dependente dos streamings, videogames e redes sociais, o tempo em casa pode ser usado para tirar o pó daquela prateleira de livros que estão na fila há uns anos.

Crescimento pessoal

A melhor maneira de aproveitar o tempo e criar uma rotina saudável estando em casa é saber o que é melhor para você mesmo. Ocupar intervalos de tempo de trabalho com algo proveitoso começa com descobrir exatamente o que pode ser chamado de proveitoso.

Muita gente opta por melhorar do jeito mais literal possível, isto é, fazendo cursos online para atualizar-se em relação ao mercado de trabalho da sua área, descobrindo novos contatos de trabalho na internet e, de maneira geral, tentando melhorar seu currículo. Sites como Coursera, Codecademy, Udemy e outros oferecem opções para virtualmente qualquer interesse. Muitas empresas e institutos como a Fundação Getúlio Vargas oferecem cursos online gratuitos.

Por outro lado, pode ser justamente na desconexão que reside a melhoria – ou, ao menos, combinando os benefícios enormes da internet, onde dá para achar de tudo sobre qualquer coisa, com pró-atividade dentro de casa.

Uma opção de atividade que entrou na moda é experimentar cozinhar um novo prato para a família. A internet está pululando com receitas de todos os tipos, para todos os gostos e, principalmente, todos os bolsos; ou então descobrir uma rotina de exercícios para fazer sozinho ou com outros, e para isso existem apps como Adidas Training ou Nike Training Club, para ficar nos mais famosos.

O que funciona para você

No final das contas, seja lá se sua opção for fazer um mestrado por EAD ou simplesmente aprender a jogar poker num cassino online, o importante é sentir que está gastando seu tempo e recursos da melhor maneira possível – e isso pode ser mais difícil de determinar do que parece à primeira vista.

Muitas vezes a primeira aparência engana, e é necessário pensar a longo prazo ou mesmo experimentar uma mudança com alguma insistência.

Se você começou a fazer meditação, por exemplo, e sentiu que estava perdendo a concentração nos primeiros dias, pode ser que, antes de simplesmente desistir, valha a pena tentar por mais uma semana digamos, mesmo sentindo que não está 100%.

Aplicativos como o Serenity oferecem tanto opções grátis quanto pagas e planos para quem planeja a longo prazo. Esse app, inclusive, recentemente ganhou uma versão em português.

Dados de uma pesquisa anual encomendada pelo CDC (Centro para Controle e Prevenção de Doenças) apontam que a meditação pode reduzir o risco de doenças cardiovasculares; além disso, dados obtidos via Google Analytics indicam que a pesquisa pelo termo “meditação” duplicou no primeiros semestre de 2020.

Ao mesmo tempo, se a sensação é de que algo não é para você e não importa quanta força faça, a coisa não vai pra frente, pode ser que o melhor a fazer seja procurar outras opções ao invés de dar murro em ponta de faca.

No fim das contas, a lógica é simples: aproveite bem o tempo disponível e nunca permita não se sentir bem com suas escolhas, sejam elas quais forem.

Por agência digital emarket