Em “Amor à Vida”, Perséfone se casa com Daniel e perde a virgindade

em-amor-a-vida-persefone-e-daniel-trocam-selinho-sem-querer-1379415263213_615x300Após a festa, os recém-casados vão para o apartamento de Perséfone e romântico, Daniel entra com a noiva no colo, mas acaba no chão.

“Você se machucou, Daniel?”, pergunta Perséfone. “Não, está tudo bem. Pelo menos eu consegui, te trouxe pra dentro no colo, como manda o figurino”, responde ele.

Assustada com a noite de núpcias, Perséfone inventa várias desculpas. “Estou apavorada. Sabe, Daniel, eu trouxe todos aqueles caras aqui porque queria perder a virgindade, queria muito, mas era mais porque todas as minhas amigas já não eram virgens… e eu achei que tinha que transar, pra não ficar pra trás, mas não tinha nenhum sentimento envolvido. Agora com você é diferente, porque eu te adoro”.

“Eu também te adoro, Pê. Um casal se ajusta aos poucos, ainda mais você, que nunca transou, é virgem… mas a gente vai se descobrir com o tempo”, Daniel acalma a amada. Os dois se deitam e se abraçam.

No dia seguinte:
Perséfone — Fiz um almoço bem reforçado, com bife. Mal passado, como você gosta.
Daniel — Senta, Perséfone, come aqui comigo.
Perséfone — Eu acho que não vou almoçar. Vou começar um regime hoje mesmo.
Daniel — Eu já disse que não precisa.
Perséfone — Daniel, eu não consigo acreditar.
Daniel  — Mas tem que acreditar. A gente já casou, não casou? Que mais você precisa pra acreditar?
Perséfone — Eu acho que… nada…
Daniel — Eu preciso saber se pra você foi bom.
Perséfone — Daniel… eu nem sei o que te dizer.
Daniel — Não sabe por quê? Não foi tão bom assim?
Perséfone — Eu não sei se existe uma palavra melhor que maravilhoso. Eu queria que existisse, porque foi mais que maravilhoso.
Daniel — Maravilhoso pra mim tá bom. Eu prometo repetir.
Perséfone — Daniel, me deixa fritar mais um bife pra você. Assim você fica mais forte.
Daniel — Não preciso de mais um bife. Eu dou conta de você.
Perséfone — Isso é mesmo um conto de fadas, meu príncipe.