Empregada acusada de envenenar ex-prefeita com chumbinho faz poses para jornalistas

6a33bca5-ed25-48d7-9b9a-c793d353fa30A empregada doméstica suspeita de tentar envenenar a ex-prefeita de Nova Iguaçu Sheila Gama foi apresentada pela Polícia Civil do Rio na última sexta-feira (14). Ao encarar os jornalistas da 16ªDP (Barra da Tijuca), nesta sexta-feira (14), ela fez poses como o “beijinho no ombro”.

Segundo agentes da unidade, Deusamar de Jesus Lima Rodrigues, de 56 anos, foi capturada no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, quando tentava viajar para o Maranhão.

A delegada adjunta da 16 DP (Barra da Tijuca) disse que, durante a perícia realizada na casa da ex-prefeita Scheila Gama, dois frascos de chumbinho foram encontrados no quarto da empregada. De acordo com a delegada, a empregada substituiu os comprimidos de remédios de Scheila por chumbinho por estar com raiva de ter sido demitida.

Ainda assim, Deusamar deixou a residência no fim de semana e voltou a trabalhar normalmente na segunda-feira (10), cumprido aviso prévio da demissão, e só confessou o crime na delegacia na madrugada de quinta (13). Ela era cozinheira e trabalhava há aproximadamente um ano na casa da ex-prefeita.

Deusamar já tinha passagens compradas para viajar para o Maranhão no dia 5 de dezembro. A Polícia Civil passou então a monitorá-la, sabendo que poderia adiantar a viagem, como aconteceu nesta sexta-feira (14).  Funcionários da casa também disseram à polícia que Deusamar sempre falava mal da patroa, pois ela nunca elogiava as refeições preparadas por ela e era muito exigente.

A empregada foi indiciada pela prática de homicídio qualificado. A pena será de 12 a 13 anos. Ainda segundo a polícia, poderá ser pedido um exame de sanidade mental

Na manhã de quinta-feira (13), ela teria confessado à polícia que era a responsável pela intoxicação da patroa. Nesta sexta, aos jornalistas, ela negou qualquer crime. A ex-prefeita de Nova Iguaçu foi internada na segunda-feira (10) no Hospital Pró Cardíaco, em Botafogo, na Zona Sul do Rio, em decorrência de uma intoxicação.

Segundo o hospital, Sheila Gama permanece internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e apresentava boa evolução clínica. Apesar de estável, o quadro de saúde inspirava cuidados. (Com informações do G1)