Empresa de mulher do deputado Roberto Britto é acusada de levar milhões de prefeitura

c700zO vereador da cidade de Jequié, Joaquim Caires (PMDB), fez graves denúncias contra a prefeita Tânia Brito (PP). O peemedebista, afirmou que o contrato firmado entre a Torre Empreendimento Rural e Construção Ltda. e a prefeitura é “imoral”. Quando assumiu o posto, em 2012, a pepista fechou um contrato de mais de R$ 780 mil, sem licitação, com a empresa para execução de serviços de limpeza, manutenção e conservação do município, durante um ano.

De acordo com o vereador, no início do mandato de Tânia, funcionários da empresa Locar Saneamento Ambiental, antiga contratada pela prefeitura, cruzaram os braços. Na época, representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza do Estado da Bahia (Sindilimp), entidade representativa da categoria, informaram que a medida foi tomada após a demissão de garis que não receberam os devidos vencimentos. Em sua defesa, a Locar alegou que estava sem receber provimentos da administração municipal, o que inviabilizou os pagamentos.

rr“A empresa é da esposa do deputado Roberto Brito. Tinha uma empresa local que ainda estava em vigência, mas eles tiraram e colocaram a Torres. Só que praticamente dobrou o valor que a Locar cobrava. O lixo de Jequié é quase um milhão por mês”, disparou.

Segundo o vereador, a empresa e a prefeitura cometem uma série de irregularidades. “Não tem fiscalização. Temos problema de poda de árvores, eles estão cobrando R$ 500 para esse serviço. Agora foi feito um novo contrato milionário com a Torre. Aqui na Bahia, em cidade nenhuma tem esse custo. Aqui é terra de ninguém”, detalha.

E continua: “Tânia é uma pessoa inoperante. O deputado Roberto Brito é o chefe maior. E o filho da prefeita, que é secretário, é quem manda na prefeitura. A arrecadação aqui é grande, mas você não vê uma obra. Está tudo sucateado. Os serviços essenciais de Jequié não funcionam. A cidade está um caos total”, conta.

De acordo com o site Jequié e Região, a prefeitura publicou no dia 19 de março deste ano, a decisão de conceder mais um aditivo a empresa Torre. Segundo informações publicadas no Diário Oficial do Município, a empresa vai receber R$ 967.639,49 por mês. Ainda segundo a publicação, o valor é retroagido a 8 de maio de 2014. (com informações do Bocão News e do site Jequié e Região)

003
……………………….