Ex-militar é preso por integrar grupo envolvido em tiroteio com a polícia na BR-324

001Um ex-militar das Forças Armadas, apontado pela polícia como integrante da quadrilha especializada em assalto a banco que entrou em confronto com policiais na noite da última quarta-feira (13), na BR-324, foi preso na noite desta quinta-feira (14), segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA).

Ainda de acordo com a SSP, Nadson Jorge Silva Alves era responsável pela manutenção do armamento da quadrilha, além fazer o treinamento dos outros integrantes do grupo. Ele prestou depoimento no Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) e permance detido.

Conforme a secretaria, o suspeito foi preso em casa, na cidade de Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador. A idade dele não foi revelada. Policiais que integram uma Força-Tarefa da SSP e agentes da 52ª CIPM fizeram a prisão. Nadson é marido de uma mulher que, segundo a Secretaria da Segurança, participou da ação que terminou em tiroteio na BR-324.

br324No confronto, quatro pessoas morreram e um soldado da PM foi baleado no pé. Entre os mortos, está uma mulher de 35 anos, que foi vítima de bala perdida. Segundo a polícia, os outros três mortos eram integrantes do grupo criminoso perseguido por policiais.

De acordo com a assessoria de comunicação da PM, o caso ocorreu na altura do posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Simões Filho, região metropolitana, durante uma operação que envolveu as polícias Militar, Civil e Rodoviária.

De acordo com a SSP, o confronto aconteceu após uma perseguição aos suspeitos que tinham tentado explodir o cofre de um banco em Guarajuba, que fica em Camaçari, também na região metropolitana da capital.

Na noite desta quinta-feira, as buscas pelos outros integrantes do grupo envolvido no tiroteio continuam. Conforme informações da SSP, cerca de 8 pessoas estão foragidas.

mulher1Vítima tentou se proteger
Maria de Fátima Ricardo Senna estava com a filha em um carro da Prefeitura de Cruz das Almas, quando passou pelo tiroteio na BR-324 e foi atingida por uma bala perdida. Ela foi enterrada na tarde desta quinta-feira em Cruz das Almas, mesmo dia em que a filha completou 16 anos.

Em entrevista a um equipe da TV Bahia, o primo dela disse que a vítima ficou no meio do confronto entre bandidos e policiais. “O carro que ela estava ficou no meio do fogo cruzado. Os policiais pediram que os ocupantes descessem e se abrigassem em lugar mais seguro. Quando ela estava se abrigando, recebeu o tiro”, explica Adailton Senna.

Conforme o primo, Maria e a filha moravam em Cruz das Almas, distante cerca de 150 km de Salvador, e estavam na capital a pedido da avó paterna da adolescente, que está internada em unidade médica da cidade.

*Com informações do G1/BA (Fotos reprodução TV Bahia)

....