Familiares de criança de 7 anos encontrada morta em Cansanção seguem em “busca de respostas”

12742177_940762955972543_919843410049531075_nFamiliares da pequena Yasmin Almeida Souza, 07 anos, encontrada morta juntamente com sua “tia do coração” Leonarda Ferreira de Almeida, 15 anos, na manhã da última sexta-feira (15) em um tanque conhecido por “Tanque do Vero” próximo ao bairro Laje da Tapera em Cansanção, criaram uma página no Facebook para pedir justiça e mais esclarecimentos.

Yasmin era natural da cidade de Alagoinhas e mudou-se há pouco tempo para Cansanção, ela e Leonarda, moravam na mesma casa no bairro Laje da Tapera. Apesar da declaração de óbito entregue a família relatar que as mortes ocorreram por asfixia em decorrência de afogamento, o laudo completo só deverá sair em 15 ou 20 dias.

Ainda tentando superar a dor da perca, familiares ligados ao pai de Yasmin, que residem em Alagoinhas, não acreditam na possibilidade de morte por afogamento e criaram uma página no Facebook com o nome  (Em buscar de Justiça #Yasmin) na tentativa de sensibilizar a opinião pública e o próprio IML de Senhor do Bonfim por mais esclarecimentos.

José Jerônimo da Silva, pai adotivo de Leonarda e da mãe de Yasmin, foi o primeiro familiar a suspeitar que as duas podem ter sido vítimas de assassinato, ele informou ao Portal na última sexta-feira (12), que próximo ao tanque onde as meninas foram encontradas, haviam roupas íntimas das duas, marcas da sangue e uma peça íntima masculina.