MONTE SANTO/BA – JUSTIÇA ELEITORAL PEDE REFORÇO POLICIAL PARA OS ÚLTIMOS DIAS DE CAMPANHA

0
110

Monte SantoA Justiça Eleitoral de Monte Santo solicitou, nesta terça-feira (10), ao Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), um reforço policial para os últimos dias de campanha no município, localizado na região sisaleira do estado. O pedido foi justificado pelo histórico de violência nas eleições locais, incluindo a tentativa de homicídio, no último sábado07/11/2020 de um candidato a vereador.

Uma comitiva que acompanhava o candidato a vereador de Monte Santo, Damião Barbosa da Silva (PSC), foi alvo de um atentado a tiros na tarde deste sábado, 07/11/02020. O candidato estava acompanhado de outras quatro pessoas, que realizavam visitas na casa de um eleitor no povoado de Lage Grande, zona rural do município de Monte Santo.

Monte Santo carro 1Os veículos da comitiva, uma Hilux e um Crossfox, foram crivados de tiros disparados por homens encapuzados e fortemente armados que estavam numa motocicleta, seguindo em fuga na sequência. Na lataria dos veículos é possível contar sete perfurações de grosso calibre, todos em direção aos motoristas. No momento do ataque, toda a comitiva estava dentro da residência do eleitor e ninguém ficou ferido.

Em menos de 30 dias, é o segundo ataque por arma de fogo relatado em Monte Santo. No último dia 10 de Outubro, a família de outro candidato do mesmo partido, Domingos de Souza Santana, Dominguinhos (PSC), foi também alvo de quatro disparos por arma de fogo, dentro de sua residência.

Motr Santo Carro 2A comitiva do candidato Damião foi escoltada pela Polícia Militar até a Sede do município para Registrar Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil da cidade.

No documento encaminhado ao TRE-BA, a juíza eleitoral Sírlei Caroline Alves Santos afirmou que “teme pela segurança não somente daqueles candidatos que disputam o pleito eleitoral, mas também dos próprios eleitores, já que registrou-se, nas eleições passadas, grupos armados interceptando transportes de eleitores, a fim de evitar o exercício do voto em determinadas localidades, o que obstou o controle da polícia dado o seu reduzido efetivo”.

“Importa consignar que os ânimos dos simpatizantes encontram-se exaltados, havendo suspeitas da atuação de grupos armados que intimidam as agremiações a exercerem os atos de campanha de forma livre e desembaraçada, aglomerando-se nos locais de visitas dos respectivos candidatos, sendo ínfimo o quantitativo do efetivo policial colocado à disposição desta Zona Eleitoral, especialmente, se considerada a extensão territorial de ambos os Municípios (Monte Santo e Cansanção), e que o eleitorado se concentra na zona rural, de modo a dificultar a atuação policial”, disse a magistrada.

No momento, a Zona Eleitoral de Monte Santo tem apenas 30 policiais para garantir a segurança nas eleições, número considerado insuficiente pela juíza, que está adotando tais providências para fortalecer a segurança diante dos últimos acontecimentos de violência. A Polícia Federal também já foi acionada.

Fonte: https://www.bahianoticias.com.br – Por Cláudia Cardozo / Rebeca Menezes / Lula Bonfim

Blog do Florisvaldo – Informação Com Imparcialidade – 10/11/2020

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.