Greve dos bancos na Bahia continua esta semana

bb_greve(1)Cerca de 720 agências bancárias estão fechadas na Bahia. Desde a última quinta-feira (19), a categoria não realiza atendimentos nos locais e de acordo com o presidente do Sindicato dos Bancários na Bahia, Euclides Fagundes, a greve não tem data para terminar. Em entrevista ao programa Se Liga Bocão, da Rádio Itapoan FM, na noite desta segunda-feira (23), o sindicalista confirmou que não recebeu nenhuma proposta de negociação com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Em Salvador, 261 agências estão paradas.

A categoria reivindica 11,93% de reajuste salarial e melhorias nas condições de trabalho. De acordo com Fagundes, os trabalhadores da área sofrem com a pressão no cumprimento de metas e assédio moral. “Nosso pedido é bastante reduzido diante da realidade dos lucros dos bancos. O Banco do Brasil obteve mais de R$ 10 bilhões de lucro só neste ano; o Bradesco, R$ 5 bilhões. A lucratividade deles é altíssima, então dá para conceder sim”.

bancos_greve_ft-gilbertoJr-bocaonews_180912 (38)Outra questão reivindicada pela categoria é a segurança nos locais. “A segurança é fundamental porque os bancos investem pouco nessa questão. O investido em segurança é de 92%o para os cofres dos bancos. Apenas 8% para os clientes e os bancários. Temos muitos casos de bancários sendo sequestrados, vigilantes sendo mortos e a população é vítima de saidinhas bancárias”.

Fagundes negou que alguns estados tenham aceitado a proposta de 8% e garantiu que nenhum acordo foi colocado pela federação. “A decisão é nacional”.

Na noite desta segunda-feira (23), uma nova assembleia vai discutir os rumos da greve que continuará ainda esta semana. “O movimento está consolidado e aguardamos uma proposta da Fenaban”. (Bocão News)