Ladrão desiste de assalto e pede para tirar foto após reconhecer ministra

bancoImagemFotoAudiencia_AP_205984Um criminoso teria desistido de cometer um assalto após reconhecer a vítima. A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), caminhava nas proximidades da Assembleia Legislativa em Belo Horizonte (MG), quando o assaltante se aproximou com uma faca e ordenou ela passasse a bolsa, porque estava com fome.

Quando Cármen pediu para ficar com seus documentos, o homem a reconheceu, e disse que “gostava muito” da ministra, “desde o tempo do governador Itamar”. Antes de liberar sua quase vítima, o rapaz teria pedido uma fotografia com Cármen, que negou, por dizer que seu cabelo estava desarrumado.

O cidadão guardou o celular e a ministra seguiu em frente. O caso foi divulgado na coluna de Elio Gaspari, da Folha de S. Paulo.