Líder da PM, Marco Prisco é preso pela Polícia Federal; Policiais estão revoltados

priscodFoi preso na tarde desta sexta-feira (18), o líder da greve da PM na Bahia, Marco Prisco. De acordo com informações do Ministério Público Federal (MPF), o pedido de prisão preventiva ajuizado pelo órgão foi concedido pela Justiça Federal na última terça-feira (15) e a prisão foi realizada na tarde desta sexta-feira pela Polícia Federal.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, Prisco foi preso em Santo Antônio de Jesus, cidade a cerca de 190 km de Salvador, e será levado para Brasília.

Prisco, que é vereador e diretor-geral da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares no Estado da Bahia (Aspra), é processado pelo MPF por crime político grave e qualquer recurso contra a prisão dele só poderá ser ajuizado no Supremo Tribunal Federal. A prisão será cumprida inicialmente em presídio federal localizado fora do estado da Bahia.

Segundo o MPF, o pedido foi feito na segunda-feira (14), dentro de uma ação penal movida pelo órgão em abril de 2013, que denunciou sete pessoas entre vereadores, soldados e cabos da PM por diversos crimes, a maioria deles contra a segurança nacional, praticados durante a greve realizada entre os dias 31 de janeiro e 10 de fevereiro de 2012.

Ainda de acordo com o MPF, a intenção do pedido de prisão preventiva é garantir a ordem pública

A ação causou revolta entre os Policiais Militares de todo o estado que inconformados com o que consideram como “um ato de opressão” ameaçam desencadear uma nova paralisação.

Com informações do G1