Mães fazem bazar na web e incentivam consumo consciente na Bahia

27dks1wxet_4hj4ihuft0_fileOs bebês crescem rapidamente e logo aquelas roupas e acessórios cuidados com tanto amor vão ficando para trás. Pensando nisto, um grupo de mães da Bahia criou um bazar nas redes sociais como forma de estimular o consumo consciente.

Para Daiane Oliveira, organizadora do bazar, ao invés de comprar tudo de novo, trocar e/ou vender produtos com um preço acessível deve ser uma atitude valorizada.

— Quem nunca se pegou pensando na necessidade de se montar um guarda roupa repleto de coisas novas que serão usadas por apenas um mês ou as vezes uma ou duas semanas? Quem nunca ficou com pena por perder uma roupa que nem usou?

Nas redes sociais, as mulheres postam fotos do que querem passar adiante e negociam de que forma isto será feito com as interessadas. A ideia deu tão certo, que alguns encontros presenciais são marcados e as mamães levam os produtos para expor e fazer as vendas e/ou trocas.

S8s6m37g76p_4fx945d1fi_fileegundo o MMA (Ministério do meio Ambiente), todo consumo causa impacto (positivo ou negativo) na economia, nas relações sociais, na natureza e nas pessoas. Ao ter consciência desses impactos na hora de escolher o que comprar, de quem comprar, a maneira de usar e como descartar o que não serve mais, o consumidor pode aumentar os impactos positivos e diminuir os negativos. Assim poderá contribuir com seu poder de escolha na construção de um mundo melhor.

Geralmente, bazar e brechó são vistos como coisas pobres e sem valor. Daiane Oliveira acredita que este conceito está mudando.

— Comecei o bazar de forma pessoal, porque queria passar para frente o que meus filhos não usavam mais. O negócio deu certo e resolvi convidar outras mães para fazer o mesmo. A ideia é que as pessoas pensem bem antes de comprar algo novo que depois ficará sem utilidade .

O consumo consciente é uma questão de hábito: pequenas mudanças em nosso dia-a-dia têm grande impacto no futuro e pode garantir a sustentabilidade da vida no planeta.

Com informações do R7/BA (Fotos reprodução Facebook)