Mais uma polêmica no concurso da Polícia Civil da Bahia

    imagesApós o edital do concurso para a Polícia Civil da Bahia provocar polêmica por envolver a virgindade das participantes, e o governador Jaques Wagner ter que intervir e determinar a sua revisão.  Eis que surge mais uma contestação por parte dos inscritos que se sentiram prejudicados com a mudança de data da realização das provas.

    A previsão inicial era que o concurso fosse realizado no dia 7 de abril, mas com a reformulação do edital solicitado por Wagner, as inscrições que já estavam encerradas, foram reabertas e a data da prova transferida para o dia 28 do mesmo mês. Acontece que no referido dia escolhido pela Cespe/UNB, responsáveis pela organização da prova, já constava, previamente, a realização da 1ª fase do Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

    A mudança, publicada no Diário Oficial do Estado de terça-feira (19), pegou advogados inscritos nas duas provas de surpresa e provocou manifestos. “Me inscrevi com a absoluta certeza de que poderia e teria plenas condições de participar das duas. Agora tenho que optar por uma ou por outra. Sendo que a polícia civil não sei quando terá um novo concurso e a OAB é o que garante a minha profissão”, reclama o concursando Carlos Amadeu.

    Para a presidente da Comissão de Estágio e Exame de Ordem, Cyntia Possidio, a data da prova da OAB já estava previsto e amplamente divulgado desde 2012. Ainda segundo Possidio o exame é unificado para todo o Brasil e não existe a possiblidade de mudança de data. “As pessoas que estão nessa situação, infelizmente, terão que optar qual a prioridade dela. Ou a OAB ou a Civil”.

    Além do Exame da OAB, outra triste coincidência pegou de surpresa os inscritos para concurso para o juiz substituto do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT-BA), que também estava previamente prevista para a mesma data. Eles terão de optar pela dispensa dos R$ 217,00 pagos pela inscrição ou o reembolso do valor disponibilizado para a Civil.

    Por meio de nota a Secretaria de Administração do Estado da Bahia (Saeb) informou que o encontro de datas é resultado de uma “infeliz coincidência”.  Segundo a Saeb a escolha da data segue sob a responsabilidade do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB). A data de anúncio do resultado permanecesse inalterada.