Monstruosidade: Ferreiro mantinha filha de 6 anos em gaiola e a torturava com choques

RTEmagicC_gaiola-pmpm.jpgO ferreiro Jefferson Antônio da Silva, de 28 anos, foi preso por agentes da 62ª DP de Imbariê, Duque de Caxias, na Baixada, no Rio de Janeiro, acusado de manter a filha de 6 anos em cárcere privado e de submeter a criança a sessões de tortura com choques elétricos. Durante perícia em sua casa, a polícia descobriu que o homem prendia a filha em uma gaiola de ferro.Ele está detido desde domingo e é acusado ainda de lesão corporal à companheira.

Segundo os investigadores, no domingo, vizinhos denunciaram que a esposa de Jefferson, que não é mãe da menina torturada, estava sendo enforcada pelo ferreiro. Ao chegar ao local, a Polícia Militar constatou o fato e conduziu o acusado à delegacia. Na distrital, ele acabou sendo autuado e no decorrer das apurações do crime, os agentes da 62ª DP foram até a residência da família.

Jefferson e a companheira viviam com quatro crianças, sendo dois filhos biológicos dele e dois dela. Eles não tinham filhos em comum. No entanto, as crianças com idade entre 8 a 19 anos, segundo a polícia, viviam como irmãos. “Na quinta-feira, os irmãos disseram que o acusado sempre torturava a garota. Na quinta, meus policiais encontraram a gaiola guardada no quarto da criança. Além disso, havia fios desencapados onde a menina era submetida a choques elétricos”, explicou o delegado Marcos Santana, titular da 62ª DP.

O ferreiro, que já responde por lesão corporal, ainda vai ser autuado pelos crimes de tortura e cárcere privado e pode pegar até 20 anos de prisão pelos crimes.