Paris terá maior fazenda suspensa do mundo

Uma horta urbana com 14 mil metros quadrados e dezenas de espécies de plantas será implantada nos telhados das salas de de exposições da Expo Porte de Versailles, em plena zona urbana de Paris, na França. O projeto denominado ‘Urban Farming Project’ deve ser inaugurado na primavera de 2020.

Foto reprodução/site Agripolis

Embora a horta desenhada pela empresa Agripolis não seja inédita, ela está longe de ser comum pelo tamanho que ocupa. A expectativa é que a fazenda suspensa produza mil quilos de frutas e vegetais diariamente, em época de alta temporada. A plantação urbana já é considerada a maior do mundo com essas características.

O espaço será cuidado por vinte jardineiros que utilizarão métodos de produção biológica. Pascal Hardy, fundador Agripolis, explicou ao jornal The Guardian que espera que seu projeto seja reconhecido como um modelo de produção agrícola sustentável. “Vamos usar produtos de qualidade e respeitar os ciclos naturais de crescimento, tudo no coração de Paris”.

O  local abrigará um restaurante e um bar com capacidade para 300 pessoas, cujo cardápio será elaborado a partir de produtos cultivados no local. Além disso, haverá uma área comunitária dedicada a eventos educativos relacionados à agricultura urbana. “Os nossos produtos serão usados para alimentar os habitantes da zona sudoeste da cidade de Paris, seja de forma direta com caixas de vegetais ou através das lojas, hotéis e cantinas”, comentou Hardy, que é contra a utilização de pesticidas ou produtos químicos na plantação.

A agricultura urbana em grande escala já está presente em cidades como Haia, na Holanda, e Xangai, na China. A novidade da fazenda parisiense é em relação à tecnica: serão usados métodos de cultivo aeropônico vertical, com um sistema de irrigação fechado e sem uso de terra, o que minimiza o risco de poluentes contaminarem os alimentos produzidos.

O Parc des Expositions em Porte de Versailles é um recinto de feiras localizado a noroeste de Paris e está passando por revitalização. As plantações no topo de prédios utilizam novas técnicas de cultivo que buscam diminuir o impacto ambiental da produção de alimentos. Até 2020, a capital francesa se comprometeu a plantar 100 hectares de vegetação. Um terço dessa área será dedicado à agricultura urbana.

....