Presos arrombam celas, roubam armas e fogem de delegacia no interior da Bahia

IMG-20141128-WA0003Presos da delegacia de Itatim fizeram uma rebelião nesta sexta-feira (28) que resultou na fuga de seis deles – dois já foram recapturados pela Polícia Militar da cidade e os demais são procurados. Os presos roubaram armas da delegacia e houve troca de tiros com a PM na tentativa de escapar da prisão.

Segundo o tenente Benjamin Silva, do pelotão local, vinte presos estavam detidos na unidade quando começou o motim. Os presos conseguiram quebrar uma grade e a partir daí saíram e libertaram outros detidos. “Eles usaram a grade quebrada para dar impulso e arrombaram a grade central, que dá acesso à delegacia em si”, explica o tenente ao Correio24horas. Apenas um carcereiro estava no local. Ele percebeu a movimentação e escapou, ligando para a PM.

Quando os policiais militares chegaram, cercaram a delegacia e trocaram tiros com os presos, que roubaram o armamento da delegacia – uma escopeta, uma metralhadora, pistolas e revólveres, alguns destes frutos de apreensões na região. “Eles deram mais de 50 disparos de fora da delegacia em nossa direção, mas não atingiram ninguém, só as viaturas e as paredes da delegacia foram atingidas”, conta o tenente.

Seis presos conseguiram escapar, mas dois, um de Itatim e outro de Amargosa, foram presos ainda nas imediações da delegacia. Os outros quatro respondem por arrombamento, dois por assalto e tráfico de drogas.

O tenente explica que a insatisfação na detenção começou com a transferência de oito presos de Amargosa, depois que a cidade passou por um momento de caos após um policial matar uma criança. A ação gerou protestos e a delegacia acabou sendo invadida e queimada. “Lá eles estavam perto das famílias, que podiam visitar com mais frequência. Eles alegavam que queriam ir para um lugar mais próximo (de Amargosa”. Desde a época da rebelião, Amargosa está sem carceragem, com a delegacia interditada para prisões.

Os presos de Itatim foram remanejados para Itaberaba e Santo Antônio de Jesus. A Polícia Militar informou que o 11º Batalhão deslocou reforço para o local assim que tomou conhecimento da rebelião e controlou a situação com apoios de guarnições da Companhia Independente de Policiamento Especializado Litoral Norte e da 57ª Companhia Independente de Polícia Militar (Santo Estêvão).

As informações são do Correio 24 Horas (Foto: Portal Bahia News)