Quarto rebaixamento do Vasco da Gama

O Vasco da Gama é um dos maiores e mais populares clubes do Brasil. Foi campeão da América, venceu o Brasileirão quatro vezes e está em terceiro lugar na tabela histórica de campeonatos cariocas. No entanto, nos últimos 20 anos, El ‘Gigante de la Colina’ caiu em desgraça e parece que ainda não conseguiu se recuperar. Mais uma vez, o almirante perdeu a categoria, após vencer na última data, e confirmando o prognostico não pode somar a quantidade de tantos necessários para se salvar. Com o argentino Germán Cano no elenco, quinto artilheiro do torneio apesar do resultado final, o time carioca acabou chegando à última data precisando de uma super vitória para se salvar. Apesar de ter derrotado o Goiás por 3 a 2 e seu rival direto, o Fortaleza, acabar perdendo por 1 a 0, lhe faltaram 12 gols para chegar até eles na tabela. 

vasc
Foto reprodução

Tristeza não tem fim

Assim sua descida foi consumada e a tristeza não acabou nas ruas da turística cidade maravilhosa. Ao menos para o povo vascaíno, já que do outro lado os do Flamengo puderam festejar um triunfo de cortar a respiração e o bicampeonato. É a quarta vez na história que o elenco do ‘Bacalhau’ perde a categoria. Todas eram do ano 2000. A primeira foi em 2008. Não foi difícil para ele voltar da Série B, já que um ano  depois voltou para a Primeira. No entanto, apenas cinco anos depois, fez seu segundo declínio. Em 2015 voltou à primeira divisão do Brasil, embora em 2016, em decorrência de complicações econômicas e da crise institucional, tenha voltado a disputar a Segunda Divisão. Cinco anos se passaram e ele o jogou novamente. Como se fosse pouco um dia antes da definição do torneio, o técnico Vanderlei Luxemburgo -também ex-técnico do Real Madrid- teve que fazer as malas e deixar o clube. Era o quarto treinador na temporada que dizía adeus ao clube. Antes dele foram o português Ricardo Sá Pinto, Ramon Menezes e Abel Braga. Assim, sem ninguém de peso no banco, chegaram à última data e acabaram pagando caro pela péssima temporada que tiveram.  E o Vasco da Gama, um dos times mais tradicionais do Brasil com mais de 122 anos de história e do qual surgiu o lendário Romário da Souza Faria, foi rebaixado para a segunda divisão pela quarta vez, quando  também o mes de um fevereiro esquisito e sem carnaval dizía adeus. 

O milagre que não aconteceu

O ‘Almirante’, campeão da Libertadores 1998 e de quatro ligas brasileiras, precisava de um milagre para se manter na primeira divisão do futebol brasileiro, e o milagre nao aconteceu. O rebaixamento foi resultado de uma péssima temporada para o Vasco, que venceu apenas dez dos 38 jogos do Brasileirão e chegou em 17º com 41 pontos. Os 14 gols de Cano e os transbordamentos do jovem Talles Magno foram suas únicas faíscas de ilusão em 2020, em que caiu nas oitavas de final da Copa Sul-Americana com a Defesa e Justiça da Argentina, que venceu o torneio. Além de El Almirante, o Goiás, Coritiba e Botafogo perderam também a categoria. O 2021 já está olhando o jogo deles na B esperando por um brinde após seu retorno.