Senhor do Bonfim: Brasileiro acompanha medição para calçamento da Rua do Lírio, no distrito de Quicé

Na última quinta-feira (22), o prefeito de Senhor do Bonfim, Carlos Brasileiro, visitou a comunidade de Quicé, zona rural do município.

Brasileiro, juntamente com vereador Deto do Quicé, supervisionou a visita técnica de servidores da secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, durante medições para execução de obras de calçamento na Rua do Lírio.

Foto reprodução

A Rua do Lírio será um dos logradouros contemplados por emenda parlamentar do deputado Bobô, que receberá serviços de pavimentação com paralelepípedo.

“Estamos esperando há muito tempo. Todo mudo (os moradores) tem essa vontade de ver nossa rua calçada”, comentou a moradora da Rua do Lírio, Carolina Ferreira Mota.

A pavimentação terá um investimento de cerca de R$ 150 mil, e o calçamento vai contemplar a Rua do Lírio e duas travessais. Ao todo, serão aproximadamente 1.700 metros quadrados pavimentados.

“A participação do deputado Bobô no governo com emedas paramentares tem sido muito importante. Esse bom relacionamento junto aos deputados de esfera estadual, Bobô, Roberto Carlos, Adolfo Menezes e, o deputado federal Valmir Assunção, tem contemplado nosso município com muitos recursos, mesmo durante o momento econômico difícil do país”, destacou na ocasião, Carlos Brasileiro.

No ano passado, a prefeitura de Senhor do Bonfim inaugurou a Rua da Caixa D’água, em Quicé – um investimento de R$ 130 mil com recursos próprios. Também em Quicé, o governador Rui Costa entregou em 2018, a rodovia que liga o entroncamento da BR-407 até o distrito –um investimento de R$ 8 milhões, num percurso asfaltado de 17 quilômetros.

A estrada faz parte do projeto para construção do aeroporto de Senhor do Bonfim. A obra já teve o serviço de topografia realizado pela empresa PET – Projeto Topográficos e Consultoria.

Outros investimentos com apoio dos deputados da base governistas e do Governo do Estado, que merecem destaque, foi o anuncio de quase R$ 600 mil reais para recuperar o laticínio comunitário, construção de uma Unidade de Processamento do Mel (Casa do Mel) para beneficiar os apicultores da comunidade, e a implantação de uma adutora que deve levar água para propriedades rurais do Quicé, a obra tem um custo aproximado de R$700 mil.

....

COMPARTILHAR