Sertanejo Juliano Cezar tem infarto fulminante e morre durante show

530

O cantor sertanejo Juliano Cezar passou mal e caiu no palco durante apresentação de seu show em Uniflor, no norte do Paraná, nesta terça-feira (31).

Juliano Cezar teve um infarto fulminante e chegou a ser socorrido, mas não resistiu. O artista tinha 58 anos.

O artista será velado em Ribeirão Preto (SP), onde o cantor morava, das 18h de terça-feira até as 9h de quarta-feira (1º).

Juliano Cezar morava em Ribeirão Preto (SP) e era natural de Passos (MG), onde será enterrado — Foto: Mateus Rigola/G1
Juliano Cezar morava em Ribeirão Preto (SP) e era natural de Passos (MG), onde será enterrado — Foto: Mateus Rigola/G1

Na quarta, haverá outro velório, do meio-dia às 15h, em Passos (MG), cidade natal do cantor. O corpo de Juliano Cezar será enterrado na cidade mineira.

Juliano Cezar era casado e não tinha filhos. O cantor deixa mãe, irmã e sobrinhos e milhares de amigos e fãs.

Biografia

O sertanejo aprendeu a tocar violão “de ouvido” aos 10 anos de idade. Juliano começou a fazer sucesso ao cantar “Não Aprendi Dizer Adeus” e ganhou o Prêmio Sharp como “cantor revelação”. Em 2004, foi indicado ao Grammy Latino na categoria “Melhor Álbum Romântico” pelo disco “O Cowboy Vagabundo-Vida de Peão”.

“Rumo a Goiânia”, “Faz Ela Feliz”, “Bem Aos Olhos da Lua” e “Cowboy Vagabundo” estão entre os sucessos de Juliano.

Ao longo de 33 anos de carreira, Juliano Cezar lançou dez CDs e três DVDs. O último deles, “minha História”, foi lançado em 2017 e conta com participações de Rionegro & Solimões, Eduardo Costa, Bruno & Barretto, Matogrosso & Mathias e Cesar Menotti & Fabiano.

Conhecido como “cowboy vagabundo”, o cantor iniciou sua carreira musical em 1985, depois de ter sido peão de rodeios e fazendeiro.

Além de cantor, Juliano também era responsável por comandar o programa “Arena Brasil“, da Rede Vida.

....