Torrebras consolida cadeia produtiva na Bahia

6

A chegada da Torrebras, primeira fábrica de torres para a produção de energia eólica, no Polo Industrial de Camaçari, na Bahia, consolidou a cadeia produtiva do setor no Município e potencializa ainda mais o desenvolvimento local, através da geração de emprego e renda.

Segundo o diretor geral da Torrebras, Álvaro Carrascosa, a produção da empresa no ano já está vendida, fato que impulsiona o plano de ampliação da fábrica para atender a demanda da Bahia e de outras regiões. Ele ainda informou que na época Camaçari foi escolhida para sediar as instalações da empresa em função de dois motivos, possuir um ambiente industrial favorável para contratação de mão de obra local qualificada e o incentivo do governo.

Na primeira etapa, a Torrebras gerou 250 empregos diretos na linha de produção e com a ampliação da fábrica, o número passou dos 500 empregos diretos.

TORREBRAS

A Torrebras é uma empresa voltada para a sustentabilidade! Energia limpa, fomentando empregos diretos quem vem mudando significativamente a vida de milhares de baianos.

Construída em uma área de 120 mil metros quadrados, a planta industrial representou um investimento de cerca de R$ 30 milhões e terá capacidade anual de produção de mais de 200 torres.

Na fábrica, localizada na Via Atlântica (BA-530), mais conhecida como Estrada da Cetrel, serão produzidas torres para produção de energia eólica. Cada torre eólica possui de 80 a 100 metros de altura, de acordo com o pedido do cliente, e pesa em média 20 toneladas. O equipamento é produzido em partes, chamadas de tramos, que são transportadas e montadas no local.

Torrebras
Torrebras Foto: Agnaldo Silva

Além da Torrebras, integram o polo eólico do Município a Alstom e a Gamesa, empresas que fabricam aerogeradores e naceles de aerogeradores, respectivamente. Com a chegada de empresas responsáveis pela produção das pás, será fechada a cadeia produtiva no Município baiano de Camaçari na região metropolitana de Salvador.